domingo, 8 de novembro de 2009

IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA LIBERTADORA

IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA LIBERTADORA

Pessoas que mais contribuíram em minha formação sacerdotal intelectual e humana. Primeiro Dom Fernando Gomes dos Santos que me acolheu como seminarista e me ensinou a ser firme, corajoso e verdadeiro. Padre José Pereira de Maria, prefeito dos estudos do Seminário Santa Cruz e professor de antropologia. Padre José Vicente Barbosa, professor de latim e reitor do Seminário Santa Cruz, com sua sabedoria e humildade. Dom Marcelo Barros, professor das Sagradas Escrituras, que abriu meus olhos para ver melhor a Fé em comum e a reforma luterana. Marte Lute king e Nelson Mandela foi decisivo para que eu assumisse a minha negritude o grupo de União e Consciência Negra fez com que eu me encontrasse com o meu Eu. O movimento 0bra de Maria fundado pela italiana Chiara Lubich reforçou a minha espiritualidade. Mahatma Gandhi me ensinou a lutar em prol da não violência e ser uma pessoa mais simples. Dalai Lama grande líder espiritual e político do Tibeti me inspirou a procurar sempre o caminho do meio, ser uma pessoa paciente. O padre Haroldo que faz hoje um belo trabalho em São Paulo me mostrou a Luz do Espírito Santo em um encontro na capela da vila São Cotolengo em Trindade e as comunidades Divino Pai Eterno e Santa Luzia através dos padres redentoristas, Pedrom, Viana, Negre padre Campos. Padre Oscar Quevedo através do CLAP (Centro Latino Americano de Parapsicologia) me ajudou ver a religião no ponto de vista da ciência onde nós encontramos durante quinze dias na Faculdade de Guaratinguetá em São Paulo. Os Bispos, Dom Pedro Casaldaliga, Dom Tomás Balduino, Dom Evaristo Arnês, Dom Celso Queiroz, Dom Hélder Câmera, Dom Eugênio Salus de Luanda, África, Dom Antônio de Oliveira, Francisco Montenegro, José Olimpio, Benedito dos Santos (Bené) e Zezé que deixaram sua família para morar com os pobres em nossa paróquia, Dr. Lourenço (que foram presos comigo por causa do Reino de Deus), com todos eles eu tive contatos e procuro me espelhar em algumas de suas ações.
Outros professores que muito contribuíram na minha formação foram: Maria Elena Café, Sônia, Ana Lúcia, Pedro Wilson Guimarães, Frei Leonardo Boff, Mateus Rocha, Frei Beto foram para mim a chama libertadora do meu caminhar. Paulo Freire é o meu mestre da educação libertadora. A Igreja Católica Apostólica Libertadora além de ecumênica é também política, pois não podemos fechar os olhos diante de tantas injustiças praticadas por políticos desonestos, o pior é que muitos falam em nome de Deus. Como políticos têm um pouco de receio de falar, não desprezando os goianos acredito no Lula, mesmo sabendo que muitas coisas erradas aconteceram em seu governo, mas mesmo assim é o presidente mais popular do mundo, perdendo apenas para o presidente dos Estados Unidos. Foi um operário com pouco estudo e foi com muita sabedoria que venceu os preconceitos e mostrou para o mundo o valor do trabalhador. Acredito que até no final de seu mandato poderá atingir a popularidade do ex-presidente Getúlio Vargas. O desafio da ICAL, não é só contra o celibato obrigatório e a discriminação da mulher é também pelo um estudo de qualidade. O celibato opcional irá diminuir o número dos pedófilos dentro da Igreja, mas não totalmente, pois muitos pastores são pedófilos e são casados. Acredito que o padre com a formação que tem e uma boa esposa pode superar qualquer barreira. A pedofilia e a corrupção será um grande desafio para a ICAL, por isso precisamos do carinho e colaboração da sociedade. Alguns anos atrás todas as pessoas citadas neste artigo me aplaudiam e hoje como será? Será que alguém teria a coragem de comentar? Mesmo que sejam contra, mais será que com tanta gente boa para seguir eu fiz tudo errado? Confio em Nosso Senhor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário